Mulheres podcasters: o domínio feminino na audiência de podcasts

Mulheres podcasters: o domínio feminino na audiência de podcasts

Mulheres podcasters: o domínio feminino na audiência de podcasts

Homens produzindo, homens ouvindo. É assim que acontecia normalmente no universo dos podcasts. De uns tempos pra cá, porém, esse cenário tem mudado: cada vez mais mulheres estão ouvindo podcasts, assim como dominando os microfones. É a era das mulheres podcasters, com conteúdo produzido por mulheres, com mulheres e para mulheres.

A explicação para essa tendência se mistura com o conceito de “mulheres-maravilha” que temos por aí: mulheres modernas estão sempre ocupadas com algo, seja do trabalho, da casa, dos filhos ou de si própria. Nesse corre corre, é raro sobrar tempo para consumir conteúdo visual, mas dá para ouvir um podcast correndo na esteira da academia, no rádio do carro enquanto vai deixar o filho na escola ou no celular enquanto pega a condução para ir ao trabalho. E é isso o que as mulheres tem feito!

E o que elas querem ouvir? Conteúdo direcionado para elas, é claro! Por isso, há cada vez mais podcasts sendo produzidos por mulheres para mulheres. No Twitter, lançou-se a hashtag #MulheresPodcasters, que reúne todo o conteúdo que vem sendo produzido atualmente. Quando não souber o que ouvir ou estiver procurando por novas podcasters, é só ir ao Twitter e pesquisar pela hashtag #MulheresPodcasters. Tem programas de comédia, relacionamentos, conselhos de todo tipo, dicas de finanças, culinária, cuidado com pets, e muitos outros.

E como a minha marca pode se inserir nesse universo?

O público masculino ainda é, sem dúvidas, a maioria de ouvintes de podcasts. Mas, enquanto o público masculino fica estagnado, o de mulheres só cresce. O que significa que ainda há muito espaço para novos produtores de conteúdo. Que tal se inserir nesse novo mercado enquanto ele está em crescimento?

Para se inspirar, aí vai uma lista de podcasters femininas que falam sobre os mais variados assuntos e dos mais diferentes estilos:

Mamilos — Jornalismo de Peito Aberto:

Um podcast semanal que discute temas polêmicos e que precisam mesmo ser debatidos. Apresentado com muita empatia e bom humor pelas jornalistas Cris Bartis e Ju Wallauer. Dentre os temas já discutidos no Mamilos, temos: racismo, aceitação do corpo, SUS e a saúde pública, ensino à distância, câncer de mama, democracia, suicídio na adolescência, vacinas, dentre tantos outros.

Feito por elas:

Tudo começou com o desafio #52FilmsbyWomen, que propunha assistir, toda semana durante 1 ano, a um filme dirigido por uma mulher. O programa foi criado para debater e divulgar estas produções femininas, fazendo com que o trabalho dessas diretoras ficasse mais conhecido. Apresentado por um grupo de mulheres: Angelica Hellish, Camila Vieira, Isabel Wittmann, Michelle Henriques, Samantha Brasil e Stephania Amaral.

As Mathildas:

Apresentado por Iole Melo e Grecia Baffa, esse podcast traz uma perspectiva feminina sobre o mercado do audiovisual. O objetivo aqui é trazer de um jeito divertido, informativo e objetivo tudo o que o ouvinte precisa saber para poder compreender a importância do feminismo, da representatividade e visibilidade nas produções audiovisuais de hoje. Os podcasts já discutiram violência contra a mulher no mercado, machismo no mundo nerd, a mulher na publicidade, e muito mais.

Imagina Juntas:

Um podcast sobre eles, os millenials. Aqui, há um grande mix de temas: cultura pop, trabalho, dinheiro, relacionamentos e tudo o mais que faz parte da vida dessa nova geração que nem é adulta nem adolescente. O “Imagina Juntas” é apresentado por figuras influentes do Twitter, como Carol “Tchulim” Rocha, Jéssica Grecco e Gus Lanzetta, sempre com a presença de convidados.

Como deu pra ver, os podcasts dão espaço para todo o tipo de conteúdo. Entre agora no universo dos podcasters e aproveite a tendência de aumento de audiência feminina em podcasts.

 

Quer conjhecer 5 dicas de marketing de conteúdo para 2019? Veja aqui.

 

 

 

Compartilhe: